Associação para a Inclusão Social

O Homem é do tamanho do seu sonho

F. Pessoa

Projetos

“Crescer Família”

Concurso FSE-PI 9.6 – “PROJETOS INOVADORES E/OU EXPERIMENTAIS NA ÁREA SOCIAL”

Baseado em princípios de parentalidade positiva, o projeto “Crescer Família” inscreve-se no contexto da missão da InterAgir, visando o desenvolvimento de competências pessoais, sociais e parentais do sistema familiar. Este projeto de ação pretende transmitir aprendizagens e estratégias aos pais, promovendo estilos de funcionamento familiar positivos e empoderamento, através do desenvolvimento de programas de educação parental, da mediação familiar e da realização de sessões comunitárias de apoio às famílias.

OBJETIVOS

  • Melhorar o exercício das funções parentais, tendo por base o impacto do desenvolvimento de programas de educação parental individual, em meio natural de vida.
  • Mediar o conflito parental, em casais separados ou divorciados, intervindo ao nível da mediação de conflitos / mediação familiar, tendo em vista a não inclusão e exposição da criança/ jovem nesse conflito.
  • Reforçar dinâmicas relacionais e rotinas quotidianas, relativas a preocupações dos pais nas questões parentais com que lidam diariamente, através de Intervenções familiares de base comunitária, com sessões de suporte à família, estruturadas e em grupo.

DESTINATÁRIOS

Famílias com filhos menores de idade, em que o reforço das competências parentais, dinâmicas familiares e mediação familiar, possam contribuir param o bom desenvolvimento e projeto de vida dos seus filhos.

Os pais serão selecionados tendo como critérios a zona de residência (GAL urbano rede DLBC Lisboa para Territórios EDL - Centro), a justificação da referenciação pelas entidades parceiras e que mostrem interesse em aumentar/melhorar as suas competências e relações de vinculação com os seus filhos. Para a integração no projeto é necessário preencher uma ficha de inscrição solicitada junto das entidades/projetos parceiros ou diretamente com a Interagir.

PROJETO EM EXECUÇÃO (2021-2023).

“Nós e os Outros”

Os problemas de comportamento social na criança e no jovem surgem muitas vezes associados a dificuldades de relacionamento interpessoal com o grupo de pares, com os pais, com os professores, educadores, etc. Esta dificuldade pode manifestar-se através de comportamentos marcadamente agressivos ou por comportamentos de isolamento social ou de inibição.

No final deste Projeto de Ação, pretende-se que os jovens tenham adquirido competências que lhes permitam:

  • Facilitar a sua Inserção Social
  • Desenvolver e facilitar o seu relacionamento interpessoal
  • Otimizar as suas habilidades e competências pessoais e sociais
  • Melhorar a sua auto-estima, a sua auto-imagem e auto-confiança.

Projeto concluído.

“De Mãos Dadas”

O projeto “De Mãos Dadas” pretende orientar as famílias para um melhor desempenho da função parental, fornecendo aos pais ou outros familiares prestadores de cuidados, conhecimentos e estratégias, criando competências que promovam o desenvolvimento harmonioso das crianças/ jovens. Os Programas de educação parental surgem como uma excelente oportunidade de melhorar os níveis de informação e as competências educativas parentais, surgindo em vários estudos, associados a resultados bastante positivos relativamente ao desempenho da função parental.

Objetivos:

  • Melhorar a participação e co-responsabilização das famílias no processo educativo dos seus filhos;
  • Melhorar as competências pessoais e sociais no âmbito da dinâmica familiar;
  • Desenvolver competências relacionadas com hábitos de vida saudáveis, nomeadamente ao nível da: alimentação, higiene, atividade física e consumos de substâncias;
  • Adquirir e reforçar conhecimentos relacionados com o desenvolvimento bio-psico-social da criança e do adolescente;
  • Adquirir e consolidar conhecimentos relacionados com a família, enquanto instituição de proteção da criança/ jovem.

Projeto concluído.

“Novas Gerações”

Sabendo-se que em comunidades complexas do ponto de vista social, coexistem vários fatores de risco e perigo, torna-se possível e desejável facilitar, nessas comunidades, a aquisição precoce de comportamentos saudáveis e trabalhar na prevenção de comportamentos considerados de risco.

É neste contexto e tendo como destinatários as crianças e jovens residentes no Vale de Alcântara em Lisboa que assenta o projeto comunitário “Novas GerAcções”. Programas de base comunitária permitem abranger mais indivíduos e desenvolver o suporte social necessário para manter a adesão a longo prazo aos comportamentos preventivos, facilitando as restruturações ambientais que podem reforçar a melhoria dos comportamentos, com impacto na qualidade de vida desta população.

Objetivos:

  • Desenvolver competências relacionadas com hábitos de vida saudáveis, nomeadamente ao nível de: alimentação, higiene, atividade física e consumos de substâncias
  • Esclarecer para uma sexualidade saudável e responsável;
  • Melhorar a participação e co-responsabilização das famílias no processo educativo dos seus filhos;
  • Melhorar as competências pessoais e sociais no âmbito da dinâmica familiar;
  • Aprender a dominar a impulsividade
  • Desenvolver competências de gestão de conflitos e tomada de decisões.

Projeto concluído.